Dicionário Saúde Sexual

Dicionario - Glossário

Glossário de E – I

Glossário de J – Q

Glossário de R – Z

A

Abdômen – A parte do corpo que contém o estômago, intestinos, fígado, órgãos reprodutivos e outros órgãos.

Abstinência – Escolhendo não ter qualquer tipo de atividade sexual. Alguém que pratica a abstinência sexual não corre nenhum risco de contrair uma DST / DST ou ter uma gravidez indesejada. Veja também abstinência seletiva.

Agudo – Refere-se a sintomas ou doenças intensas e de curto prazo que se resolvem ou evoluem para manifestações de doenças crônicas duradouras.

Aciclovir – Uma droga antiviral utilizada no tratamento do vírus 1 do herpes simple (bolhas de febre, feridas foliares), vírus herpes simplex 2 (herpes genital) e herpes zoster (telhas); E usado na supressão do vírus do herpes simplex tipo 1 e 2. O aciclovir vem sob a forma de pílulas, pomadas ou injeção. O fármaco funciona como um análogo de nucleosídeo, mas deve ser convertido em uma forma ativa (fosfatada) pela enzima timidina quinase produzida apenas por células infectadas por certos vírus herpes, incluindo o vírus da varicela zoster (telhas) e herpes simplex-1 e -2. O aciclovir causa poucos efeitos colaterais – ocasionalmente náuseas, diarréia ou dores de cabeça.

Analgésico – Refere-se a um composto que reduz a dor. A aspirina e os opiáceos são exemplos de drogas analgésicas.

Antibiótico – Uma substância, especialmente uma similar à produzida por certos fungos para destruir bactérias, que mata ou inibe o crescimento de microorganismos. Um antibiótico é usado para combater doenças e infecções.

Anticorpo – A proteína de combate à doença no sangue criado pelo sistema imunológico.

Antiretroviral – Uma substância que interrompe ou suprime a atividade de um retrovírus como o HIV.

Anus – A abertura do reto para o exterior do corpo.

Assintomático – Sem sinais ou sintomas de doença ou doença.

Autoinoculação – A disseminação de um microorganismo, como um vírus de uma parte do corpo para outro.

Autoinoculação do vírus do herpes simplex (HSV) – A propagação do HSV de uma parte do corpo para outro. Isso pode resultar quando uma pessoa com herpes ativo deposita uma quantidade significativa de vírus em alguma outra parte vulnerável do corpo – a maioria das vezes uma membrana mucosa.

B

Balanite – Uma inflamação do prepúcio e cabeça do pênis. A inflamação pode ser causada por infecção, sabão áspero ou falta de enxaguamento adequado do sabão durante o banho. Homens com diabetes descontrolada estão em risco de desenvolver balanite.

Balanopostite – Inflamação da cabeça e prepúcio do pênis.

Barragem Dental – Uma folha de látex que pode ser usada para cobrir a vagina ou o ânus durante o sexo oral, a fim de evitar que os fluidos corporais passem de uma pessoa para outra. É chamado de dique dental porque foi projetado para ser usado para procedimentos dentários. Um substituto pode ser feito cortando a ponta e cortando o lado de um preservativo de látex.

Barreira de Umidade – Um material, geralmente látex, usado durante a atividade sexual para evitar que fluidos ou sangue sexual passem entre as pessoas. Além dos preservativos para relações sexuais, barreiras contra a umidade para sexo oral incluem envoltório de plástico doméstico ou barragens dentárias.

BDNA (DNA ramificado) – Um teste desenvolvido pela Chiron Corp. para medir a quantidade de HIV (bem como outros vírus) no plasma sanguíneo. O bDNA é semelhante nos resultados, mas não na técnica para o teste de PCR.

Benigno – Não canceroso; Não invade o tecido próximo ou se espalhou para outras partes do corpo.

Biópsia – A remoção de uma amostra de tecido que é então examinada no microscópio para verificar se há células cancerígenas.

Bissexual – Um termo para se referir a uma pessoa que é sexualmente atraída tanto para homens quanto para mulheres.

Bexiga – O órgão oco que armazena a urina.

C

Câncer – Um termo para doenças em que as células anormais se dividem sem controle. As células cancerosas podem invadir os tecidos próximos e podem se espalhar através da corrente sanguínea e do sistema linfático para outras partes do corpo.

Câncer Cervical Invasivo – câncer que se espalhou da superfície do colo do útero para o tecido mais profundo no colo do útero ou para outras partes do corpo.

Cancróide – Uma doença sexualmente transmissível altamente contagiosa causada pela bactéria Hemophilus ducreyi. Aparece como uma espinha, chancro, dor ou úlcera na pele dos órgãos genitais. A lesão aparece após um período de incubação de três a cinco dias e pode facilitar a transmissão do HIV.

Cândida – Grupo de fungos tipo fermento, em particular Candida albicans, que infectam a boca, bem como outras membranas mucosas no esôfago, intestino, vagina, garganta e pulmões. A infecção oral ou recorrente de cândula vaginal é um sinal precoce de deterioração do sistema imunológico.

Candidíase – Uma infecção por fermento de candida. Os sintomas da candidíase oral (candidato) e candidíase vaginal (anteriormente chamado monilia) incluem dor, coceira, vermelhidão e manchas brancas em seus respectivos locais. Alguns tratamentos comuns são clotrimazol, nistatina e miconazol.

Carcinoma – Câncer que começa no revestimento ou cobertura de um órgão.

Carcinoma local – Câncer que envolve apenas as células em que começou e que não se espalhou para outros tecidos.

Carga viral – O número de partículas virais (geralmente HIV) em uma amostra de plasma sanguíneo. A carga viral do HIV é cada vez mais empregada como um marcador de substituição para a progressão da doença. É medido por testes de PCR e bDNA e é expresso em número de cópias de HIV ou equivalentes por mililitro.

Cateterismo – Inserção do cateter que é colocado em uma cavidade corporal para inserir ou retirar fluidos.

Cauterização – O uso de calor para destruir células anormais. Também chamado de diatermia ou eletro diatermia.

CD4 – A estrutura protéica na superfície de uma célula humana que permite que o HIV se apegue, entre e infecte uma célula. Os receptores CD4 estão presentes em células CD4 (células T auxiliares), macrófagos e células dendríticas, dentre outras. Normalmente, o CD4 atua como uma molécula acessória, formando parte de estruturas maiores (como o receptor de células T) através das quais as células T e outras células se sinalizam.

CD4 Célula – A tipo de célula T envolvida na proteção contra infecções virais, fúngicas e protozoárias. Outros nomes para células CD4 são T-auxiliar célula ou auxiliar T-célula.

Celibato – Escolhendo não fazer sexo ou abster-se do sexo.

Célula T – Também chamado de linfócito T, é um tipo de linfócito (um subtipo de glóbulos brancos) que desempenha um papel central na imunidade mediada por células. As células T podem ser distinguidas de outros linfócitos, como células B e células assassinas naturais, pela presença de um receptor de células T na superfície celular. Eles são chamados de células T porque amadurecem no timo dos timócitos (embora alguns também amadureçam nas amígdalas).  

Centros para controle e prevenção de doenças (CDC) – A agência federal de saúde pública atua como centro de prevenção, rastreamento, controle e investigação da epidemiologia da AIDS e outras doenças.

Cervix – A extremidade inferior cilíndrica do útero que forma um canal estreito que liga as partes superior (útero) e inferior (vagina) do trato reprodutivo das mulheres.

Circuncisão – A para remover o prepúcio do pênis.

Cirurgia de reatribuição de sexo (gênero) – Cirurgia para mudar a aparência da anatomia de uma pessoa para combinar o mais próximo possível da anatomia do sexo oposto.

Citomegalovírus humano – (CMV) (do cito grega, “célula” e megalo, “grande”) é um gênero de vírus na ordem Herpesvirales. Humanos e macacos servem como anfitriões naturais. Atualmente, existem oito espécies neste gênero, incluindo as espécies tipo, citomegalovírus humano (HCMV, herpesvírus humano 5, HHV-5), que é a espécie que infecta humanos. As doenças associadas ao HHV-5 incluem febre glandular e pneumonia.  

Clínica – Refere-se a sinais e sintomas físicos diretamente observáveis ​​no corpo humano.

Clínica, Ensaio – Um estudo feito para testar um medicamento experimental em seres humanos para ver se é seguro e eficaz.

Clítoris – Um órgão sexual feminino encontrado onde os lábios minora, ou os lábios internos da vagina, se encontram, parcialmente escondidos pelos lábios. É altamente sensível e pode ser uma fonte de prazer sexual e orgasmo feminino.

Contagem de células CD4 – O marcador de substituição mais utilizado para avaliar o estado do sistema imunológico. À medida que a contagem de células CD4 diminui, aumenta o risco de desenvolver infecções oportunistas.

Consentimento Informado – A capacidade das pessoas que recebem terapias experimentais para tomar decisões competentes sobre seus cuidados médicos. Os pacientes recebem um “formulário de consentimento informado”, que indica os potenciais riscos, benefícios e alternativas à terapia em questão. Se um ensaio clínico estiver envolvido, o protocolo de teste também é delineado, especialmente o que os participantes irão experimentar. Depois de ler o formulário de consentimento informado, os indivíduos assinam para indicar que eles entendem seus conteúdos e concordam em prosseguir com a terapia nas condições que descreve.

Crônica – Refere-se a sintomas e doenças que duram por um longo período de tempo sem mudanças visíveis.

Cultura Celular – Um teste de diagnóstico para muitos tipos de vírus. Em uma cultura de células para HSV, um cotonete da lesão do herpes do paciente é colocado em um prato contendo células normais da pele para ver se HSV vai crescer.

Colposcopia – Um procedimento no qual a vagina e a superfície do colo uterino são examinados através de um microscópio iluminado (colposcópio) para sinais de displasia cervical ou câncer. A colposcopia é uma alternativa mais precisa para os exames de Papanicolaou, mas requer muita habilidade para realizar.

Sair do Armário – O público geralmente voluntário revelando a orientação sexual e / ou a identidade de gênero de uma pessoa.

Condiloma Acuminatum – A que provoca o crescimento verrugas nos órgãos genitais externos ou o ânus causados ​​por infecção com certos tipos de papiloma vírus humano (HPV). Geralmente é um crescimento benigno ou não cancerígeno. Condyloma acuminatum também é referido como verrugas genitais ou verruga acuminata.

Conização – Cirurgia para remover um pedaço de tecido em forma de cone do colo do útero e do canal cervical. A conização pode ser usada para diagnosticar ou tratar uma condição cervical. Também chamado de biópsia de cone.

Contracepção – Formas de prevenir a gravidez. Algumas formas de contracepção prevêem a ovulação (liberação de um ovo do ovário), adubação (encontro de óvulos e esperma) ou implantação do embrião no revestimento uterino. As pílulas anticoncepcionais, os preservativos e os diafragmas são alguns exemplos de contracepção.

Cross-dressing – Vestir de forma mais esterotípica associada ao sexo oposto. As pessoas que se cruzam geralmente não têm intenção ou desejo de mudar o seu sexo anatômico, e o cross-dressing não reflete necessariamente a orientação sexual ou a identidade de gênero.

Criocirurgia – Tratamento realizado com um instrumento que congela e destrói o tecido anormal.

Citomegalovírus (CMV) – Uma infecção por herpes que causa doenças graves em pessoas com AIDS. O CMV pode desenvolver-se em qualquer parte do corpo, mas geralmente aparece na retina do olho, no sistema nervoso, no cólon ou no esôfago.

D

Dermatite – Inflamação da pele.

Dilatação e curetagem – Operação menor em que o colo do útero está dilatado (expandido) para que o canal cervical e o tecido do revestimento uterino possam ser escavados com um instrumento em forma de colher chamado de cureta. Também chamado de D e C.

Douching – Usando água ou uma solução medicada para limpar a vagina e o colo do útero. Colocar um líquido, geralmente água, na vagina para lavá-lo ou tratá-lo medicamente.

Dispareunia – O termo médico para sexo doloroso.

Displasia – Alterações anormais ou crescimento de células e tecidos. Ver displasia cervical.

Displasia cervical – Um crescimento anormal do tecido no colo do útero, que pode progredir para câncer se não for tratado no tempo. A displasia cervical é detectada através de um teste de Papanicolaou.

Disúria – micção dolorosa ou difícil. A disúria pode ser devida a DST / DST.

Doença da úlcera genital (GUD) – Lesões tumorais nos órgãos genitais, geralmente causadas por uma condição sexualmente transmissível, como herpes, sífilis ou cancróide. A presença de úlceras genitais pode aumentar o risco de transmissão do HIV.

Doença de Transmissão Sexual (DST) – Qualquer doença adquirida por contato sexual em um número substancial de casos.

Doença Sexualmente Transmissível (DST) Bacteriana – DST causada por uma bactéria, como sífilis, gonorréia e clamídia. As DST / DSTs bacterianas respondem efetivamente ao tratamento com antibióticos, mas continuam sendo epidêmicas na população.

Doença Sexualmente Transmissível (DST) Virais – DSTs víricas, incluindo herpes genital, vírus do papiloma humano (HPV), hepatite B e HIV (a causa da AIDS), são ainda incuráveis, embora os sintomas possam ser tratados. 

Glossário de E – I

Glossário de J – Q

Glossário de R – Z

 

Eu acho que . . .

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.